Fundação Mar

LOGO_OK

Fundação Museu de História Pesquisa e Arqueologia do Mar, é uma ONG sem fins lucrativos, constituída em estatuto desde 25 de setembro de 1992 e declarada de Utilidade Pública Municipal em 1993 e Estadual em 2000. Está sediada em São Sebastião, Litoral Norte do Estado de São Paulo, região na qual desenvolve projetos relacionados à Educação Ambiental,preservação do Meio Ambiente, estudos de mamíferos marinhos, recuperação das documentações históricas e do patrimônio arqueológico da região, em terra e no mar, promove cursos de mergulho.

O Museu está dividido em dois setores (Naufrágios e Biologia Marinha), também possui uma sala de áudio e vídeo, onde são veiculados filmes, realizam-se palestras, exposições, e onde são apresentados os trabalhos e estudos realizados pela FUNDAÇÃO MAR e outras instituições. Além disto, alguns aquários marinhos e tanque de contato que expõem diversas espécies de peixes e invertebrados característicos de nosso litoral, acompanhado de monitores.

museu

Um naufrágio não termina no fundo do mar. Fica na memória, encalha em documentos e permanece para sempre na história. Desperta o interesse e a curiosidade das pessoas. E quando tem pedaços expostos em um museu atrai mais visitantes, sejam mergulhadores ou turistas. No Litoral Norte a Fundação Mar-Museu de História, Pesquisa e Arqueologia do Mar, cuida de registrar e mostrar ao público testemunhos de desastres marítimos e peças que já estiveram afundadas em nossas águas.

Em 1991, um grupo de mergulhadores e pessoas interessadas em dar continuidade a pesquisas e histórias dos vinte e cinco a trinta naufrágios conhecidos da região e de muitos outros, somente apontados por seus indícios, decidiu criar uma entidade privada, sem fins lucrativos. Assim nasceu nossa fundação e, com ela, a chance de serem doadas peças e bens que interessassem ao museu e aos seus futuros visitantes.

Seu estatuto foi registrado em 1992, época da ECO-92, e seus capítulos basearam-se nesse encontro mundial onde foram discutidas a vida do planeta e a do homem, propostas para defendê-las, assim como questões culturais e históricas.

5 - 2011-10-10 12.29.39

Em 16 de março de 1993, a cidade de São Sebastião festejava seu aniversário e ganhava nosso presente: a inauguração da sede da Fundação com a Divisão de PatrimÃ?nio Histórico da Prefeitura do município, deram-nos condições de fazer um trabalho sério em conjunto com os funcionários do seu Arquivo Histórico e dividíamos as instalações da Casa Dória. Esse apoio da Prefeitura continuou em 1994 e obtivemos o primeiro convênio que nos deu condições de ampliar as pesquisas históricas e formarmos uma frente de combate a desastres e agressões contra o meio ambiente, principalmente quanto aos derramamentos de petróleo, que desfiguraram no sso canal e sujaram nossas praias. Foram muitas as oportunidades em que a Fundação Mar se uniu a entidades governamentais e a ONGs (organizações não governamentais) para minimizar danos ao litoral ou para ajudar a salvar ou recuperar animais aquáticos e terrestres e, na medida do possível, devolvê-los ao seu habitat natural. Em alguns casos de cetáceos – golfinhos e baleias – que apareceram mortos, enviamos partes deles para estudo das espécies por técnicos responsáveis; outras partes  para formar um banco de dados que tem servido a pesquisadores brasileiros e do exterior. Em 2007 participamos do Seminário Internacional de Arqueologia Subaquática nas Américas em Itaparica, Bahia, como palestrante, levando o nosso conhecimento, atividades e experiências com o público

Nossas coleções de conchas, esqueletos, peças de naufrágios, fotos, textos, microfilmes têm sido várias vezes elogiadas por pesquisadores e estudiosos, que dizem raramente ver outras, semelhantes, tão bem conservadas e disponíveis para estudo. São testemunhos assim que nos dão a certeza de que cumprimos com nosso estatuto, beneficiando a população. A pesquisa histórica avança. Juntamos informações, textos, fotos, desenhos e documentos de arquivos e bibliotecas do Brasil e do mundo, sempre enriquecendo o banco de dados do nosso Centro de Documentação. Atualmente temos cerca de vinte mil fotogramas de textos, entre outros materiais, que contam a história da região. E sabemos que muitos outros poderão chegar, através de doações e convênios. Esperamos por eles, ansiosamente. Visita Monitorada ao museu

De 1998 até 2005, o grupo da Fundação Mar quis ir mais longe. Decidiu fazer um trabalho de cunho social com crianças e adolescentes. Naturalmente, com a parceria da Prefeitura fortalecida pelos governos estadual e federal, além do comércio da cidade. O conhecimento que o grupo já tinha do assunto o autorizava a ver perspectivas de trabalho para jovens até então sem futuro. Projeto Viração: esse era o nome. Mas só valeu a parceria com o governo federal, ainda assim com muitas complicações a obstruir o trabalho. Só no ano 2000 pudemos continuar a parte sócioeducativa do projeto, atendendo a 140 crianças e adolescentes, encaminhados por assistentes sociais da Prefeitura, do Conselho Tutelar, do Juizado da Infância, entre outros órgãos. Quatro anos depois tínhamos crescido muito na qualidade e na quantidade de atendimentos, principalmente na formação de uma equipe multidisciplinar de funcionários dedicados às crianças e à formação semi-profissional dos adolescentes. Formação essa, voltada para nossa realidade e às oportunidades de emprego e geração de renda na região, nos setores náutico e de ecoturismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *